16 de outubro de 2012

Como Aproveitar o Fim do Mundo: equipe apresenta série à imprensa

Share & Comment
O que você faria antes de o mundo acabar? Na noite desta terça-feira, dia 16, elenco e equipe de produção se reúnem com jornalistas no restaurante Mr. Lam, no Rio de Janeiro, para apresentar a nova série Como Aproveitar o Fim do Mundo, que estreia na Rede Globo no dia 1º de novembro. Na atração, Alinne Moraes interpreta a mística Kátia, uma mulher que está disposta a resolver tudo o que não conseguiu durante a vida. Com a aproximação da data maia apocalíptica, 21 de dezembro de 2012, ela e Ernani (Danton Mello), seu colega de trabalho, vão tentar consertar erros do passado e viver novas aventuras.



Ao contrário da sua personagem, Alinne Moraes diz que não tentaria consertar seus erros do passado e elege o que faria até a data apocalíptica.

- Já me informei sobre todas essas teorias de fim do mundo. Tem algumas que são curiosas, outras engraçadas. Se eu tivesse que fazer três coisas antes do mundo acabar, acho que pilotaria um avião, saltaria de paraquedas e diria coisas para algumas pessoas que seriam politicamente incorretas. São tantas coisas - brinca a atriz.

[...]


Com texto de Alexandre Machado e Fernanda Young e direção de núcleo e geral de José Alvarenga Jr., o seriado estreia no dia 1º de novembro, quinta-feira, logo após A Grande Família. O elenco conta com os atores Alinne Moraes, Danton Mello e Nelson Freitas.


Rede Globo


_________________________________________________________

Alinne Moraes e Danton Mello falam sobre nova série da Globo


Danton Mello, Alinne Moraes e Nelson Freitas estiveram na coletiva de lançamento do novo seriado da Globo, “Como Aproveitar o Fim do Mundo”, que terá 8 episódios. O último irá ao ar dia 21 de dezembro, à meia-noite. Eles falaram sobre o tema do programa no restaurante de Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro.

"Tudo o que tem um começo tem um fim, mas não sei sobre datas específicas. Pesquisei algumas teorias mas nunca me apeguei a nada", disse a atriz. Ela revela três coisas que faria antes de o mundo acabar: "pilotar avião, saltar de paraquedas e dizer coisas que não são politicamete corretas".

Ego 

_________________________________________________________

Alinne Moraes: “Se fosse tentar consertar meus erros, não estaria onde estou” 

Alinne Moraes conversou com Glamurama nesta terça-feira no restaurante Mr. Lam, no Rio, onde está rolando a coletiva do seriado “Como Aproveitar o Fim do Mundo”, estrelado por ela, na Globo. “Se eu acreditasse que o mundo ia acabar, gostaria de dizer certas coisas para algumas pessoas, verdades que não são politicamente corretas. Não tentaria consertar meus erros do passado. Se fosse tentar isso, não seria quem eu sou e nem estaria onde estou”, disse.
A atriz também teria metas mais divertidas. “Pilotar um avião e saltar de paraquedas estariam entre minhas prioridades. Mas sempre aproveitei a vida como se não houvesse amanhã.”


_________________________________________________________

"Eu era mais divertida aos 17 anos do que sou hoje ", diz Alinne Moraes



"A Kátia faz coisas improváveis como estourar o limite do cartão de crédito e tomar banho de biquíni em um lava jato", contou Alinne que se acha bem distante da personagem. "Eu era mais divertida aos 17 anos, acho que estou mais madura, mais realista", disse ela que em dezembro completa 30 anos.
Crise, Alinne afirmou que não existe, mas que precisa de um tempo para si. "Eu tenho vivido melhor a vida das minhas personagens do que a minha", lamentou ela que há quatro anos não tira férias. "Estou precisando de um ano sabático para saber os novos caminhos que quero seguir. Já cheguei no lugar que eu queria, agora preciso de autonomia", ressaltou.

_________________________________________________________

Danton Mello sobre Alinne:“Estamos nos dando muito bem e se divertindo”


Alinne disse que é bem diferente da personagem que vai interpretar na série, a Kátia, que acredita plenamente na profecia Maia que diz que o mundo chegará ao fim em 2012. “Nunca me apeguei a nada deste tipo. Tenho fé e esperança, e isso não tem a ver com crença”, comentou.

Mesmo gravando o seriado, a atriz garante que nada influenciou o seu modo de ver a vida.Na verdade, cada dia estou mais realista e acreditando menos neste lado místico”, disse.
Para personagem, Alinne escureceu e alongou os cabelos. E não vê problema em deixar de ser loira. “Sempre me entrego para as personagens. Os diretores podem fazer de mim uma boneca e aceito qualquer mudança que acharem necessária”, declarou.

Em uma das primeiras cenas, Alinne gravou de biquíni dentro de um lava-jato, com o parceiro de cena Danton Mello. “Não é uma das cenas que mais gosto de fazer, mas penso na personagem e sigo adiante”, confessou a atriz, que tem entre seus segredos de beleza sempre tirar a maquiagem, antes de dormir, beber muita água e fazer balé três vezes por semana.

Com mais de 30 anos de carreira, Danton experimenta novos trabalhos na televisão. Ele está bastante animado com seu novo personagem, Ernani. “Nos últimos anos fiz comédia no teatro e agora tenho a oportunidade de mostrar esse lado na TV. É uma honra poder estrear em um seriado de Fernanda Young e Alexandre Machado”, contou o ator, que fará par com Alinne.
“Quase fizemos um filme anos atrás, mas essa é a primeira vez que trabalhamos juntos. A admiro muito. É uma grande atriz”, disse. Sobre a sintonia do casal, Danton afirmou que deu certo: “Estamos nos dando muito bem e se divertindo”

_________________________________________________________

Alinne Moraes: "Gostaria de dizer o que eu penso para as pessoas e não posso"

E por falar em fim do mundo, a atriz listou o que faria caso o mundo acabasse de fato neste ano. "É muito difícil tentar pensar assim. Mas eu acho que eu saltaria de paraquedas, pilotaria um avião... Gostaria de dizer o que eu penso para as pessoas e não posso", disse.

 De acordo com teoria vinda do calendário Asteca, o mundo deveria acabar no dia 22 de dezembro, exatamente um dia antes de Alinne completar 30 anos. Sobre a coincidência, ela comentou: "Se eu pudesse estender um pouquinho, faria uma super festa de aniversário, reunindo meus familiares e amigos".


Por outro lado, a atriz se sente uma pessoa realizada na fase em que vive. "O que está feito, está feito. Com 17, eu nunca imaginei que estaria aqui, mas com 22 eu já pretendia isso. Já era atriz, já sabia o que queria. O sonho foi e está sendo realizado. Estou muito realizada profissionalmente e pessoalmente."
Superstição à parte, a atriz tem se considerado cada vez menos ligada ao misticismo. "Eu me acho cada vez menos mística. A cada dia, estou mais realista. A minha avó era católica, meu avô maçom, minha mãe espírita... Então, na verdade, acho que o povo brasileiro tem muita fé e esperança."

Bastidores
Voltar a fazer comédia tem sido considerado algo desafiador par Alinne. "Está sendo um desafio para mim fazer esta comédia romântica. Os personagens que eu fiz sempre foram muito dramáticos. Tem sido muita diversão durante as gravações", contou. "Nós já gravamos no morro Dona Marta. Estou tendo a experiência de fazer externa em lugares bem diferentes do que já tinha feito. Acho que com 16 anos eu era muito mais divertida do que agora. Com 16, eu fiz o primeiro trabalho com José Alvarenga, uma participação em 'Os Normais' [antiga atração comandada também pelo diretor]."

Sonho de ser mãe
Apesar de sonhar com a maternidade, a bela atriz ainda vê a experiência como algo distante. "Sou filha única de uma filha única. Não quero filho único, mas minha avó teve minha mãe aos 42, ou seja, bem tarde. Não pretendo ter agora porque preciso de um tempo para mim. "
Por outro lado, ela descartou a possibilidade de investir em uma produção independente.
"Já tive essa experiência de não ter pai, já que minha mãe me teve solteira. Por isso, não cogito essa hipótese", disse.


Reservada
Conhecida pelo lado discreto, Alinne explicou porque não costuma das entrevistas quando não está no ar. "Sou uma pessoa normal, graças a Deus. Não sou exemplo para nada. Eu quero dar esse espaço de divulgação para falar do meu trabalho, senão a gente acaba se tornando um personagem e as pessoas já nos dão esse rotulo. Acho que aproveito bem a vida. quando eu fiz a personagem tetraplégica [na novela 'Viver a Vida'], isso ficou ainda mais forte."


_________________________________________________________



Protagonista de nova série da Globo, Alinne Moraes diz que hoje acha sua mudança de nome ‘uma cafonice’

 





Alinne Moraes admite que é no mínimo curioso, no vigor de seu pragmatismo, estar munida de talismãs até as orelhas para dar vida à supersticiosa Kátia Maia, sua personagem na nova série de Fernanda Young e Alexandre Machado, que estreia no próximo dia 2 na Globo. Em “Como aproveitar o fim do mundo”, sua personagem é do tipo que acredita em tudo. Crédula até as raízes dos cabelos, a funcionária de recursos humanos crê que o apocalipse está próximo e convence o burocrático Ernani, personagem de Danton Mello, a viver os 67 dias seguintes — os que faltam até o dia 21 de dezembro, a data do suposto juízo final, segundo os maias — como se não houvesse amanhã. E o melhor: ao lado dela.

A cada dia estou mais realista. É estranho isso, mas eu tenho acreditado cada vez mais em poucas coisas — explica a atriz na entrevista coletiva da atração, realizada nesta terça-feira, na Zona Sul do Rio.

Na série, que terá oito episódios e é dirigida por José Alvarenga Jr. (parceiro de longa data de Fernanda e Alexandre e responsável pela direção das séries “Os normais”, “Os aspones”, “Minha nada mole vida”, “O sistema”, “Separação?!” e “Macho man”, todas de autoria do casal), Alinne tem carregado nas cores cômicas. Ou melhor: no preto, no roxo, no cinza e no bordô, que são os tons preferidos da sua divertida, mas também um tanto melancólica protagonista.

O fim do mundo é uma redenção. Para Kátia, a catástrofe que, possivelmente, vai acabar com a humanidade, vai libertar o ser humano do sofrimento. O homem vive se anestesiando para não encarar os próprios problemas. O fim do mundo, nesses casos, seria como uma salvação — ponderou.

A idade, Alinne conta, mudou um pouco as suas crenças. Com quase 30 anos (seu aniversário é no dia 22 de dezembro, um dia após o suposto fim do mundo da profecia maia), a atriz diz que hoje acredita em “nada além de energia”. A mudança na grafia de seu nome — em 2001, Aline virou Alinne — hoje é renegada:

Sabe quando você é adolescente e põe na cabeça que vai fazer uma tatuagem? Aos 19 anos, consultei um numerólogo e ele sugeriu que eu duplicasse o “n”. Eu não tenho tatuagem, mudei o meu nome. Mas eu não acredito nisso. Hoje, anota aí, acho isso tudo uma cafonice — diz a atriz. — Quando eu tinha menos de 20 anos, costumava responder que era muito nova para dizer no que acreditava. Hoje, como eu não sou mais tão nova assim, sinto que devo me posicionar. As pessoas te cobram que você acredite em alguma coisa. Eu acredito em mim, tenho fé em mim. Eu sou meu próprio Deus. Sou escrava da minha própria criação.

_________________________________________________________

Alinne Moraes, menos fé e diversão: “A decadência começa aos 25″ 


Prestes a completar 30 anos, em dezembro, Alinne Moraes tem filosofado bastante. “A decadência começa aos 25. A gente envelhece. Quando comecei, aos 17, eu era bem mais divertida.  Ultimamente, tenho vivido a vida dos meus personagens melhor que a minha.  Preciso de férias. E não é um mês. Está mais para um ano sabático”. A sessão divã continua… “A cada dia estou mais realista. Tenho acreditado em poucas coisas. No começo, esse meu jeito de pensar dá tristeza, mas depois vem uma força enorme. Você se sente mais segura. Não estou dizendo que não acredito em Deus… Mas cada um tem seu Deus.”

_________________________________________________________

Alinne Moraes: "A cada dia eu estou mais realista"

 "A cada dia que passa, eu estou mais realista e tenho acreditado em pouca coisa. Não sei se feliz ou infelizmente, mas é verdade", conta.

A atriz completa dizendo que, apesar de respeitar todas as religiões, tem se tornado uma mulher de menos fé.

“O brasileiro tem um pouco de tudo. Minha avó era católica, minha mãe é espírita, meu avô era maçom. A gente tem um pouco de tudo, mas ao mesmo tempo a gente não tem nada. O brasileiro tem muito medo de dizer que não crê, a gente tem esperança e fé. Eu estou me tornando uma pessoa muito menos mística do que eu já fui um dia”, afirma.

 O Fuxico

_________________________________________________________ 

Às vésperas de fazer 30 anos, a atriz é a estrela de nova série e diz querer construir uma família

Na estante do quarto de Alinne Moraes, em Sorocaba, não faltaram bonecas. Mas a atriz, quando criança, não pôde curti-las tanto quanto gostaria. Filha de uma funcionária pública, criada sem  pai, sempre teve de dividir com a mãe as responsabilidades da casa. Aos 9 anos, já andava pela cidade sozinha, de ônibus. “Só tínhamos uma a outra”, conta a atriz que, depois de uma breve carreira como modelo, iniciada aos 13, estreou na TV aos 17 anos.

Essa lembrança da infância pode não fazer muito sentido para quem está acostumado a ver Alinne estrelando novelas, filmes e espetáculos teatrais. Para ela, no entanto, a volta ao passado é algo mais que natural. Às vésperas de completar 30 anos, a atriz recorda-se com carinho dos seus primeiros trabalhos na TV. E encontra um elo entre o passado e o presente.  Foi em “Os Normais” que conheceu o diretor  José Alvarenga Jr. Agora, volta a trabalhar com ele em “Como Aproveitar o Fim do Mundo”, série que estreia no dia 1.

O que mudou de lá para cá? “Estou bem menos engraçada que aos 17 anos, mas realizada profissionalmente e na vida pessoal”, afirma Alinne. “Ah, e sem medo do fim do mundo”, brinca.
Futuro/Alinne está cheia de planos. Entre eles, ter uma família (com mais de um filho, ela avisa),  promover ceias de Natal fartas (como as que está acostumada a preparar sozinha com a mãe em Sorocaba ) e, ainda, tirar um ano sabático. “Estou há quatro anos trabalhando direto. Preciso de um tempo para mim”, diz.
A atriz  também não se considera supersticiosa, ao contrário da personagem da série. Funcionária de um escritório, Kátia acredita na previsão do apocalipse e credita ao destino o que ocorre em sua vida. Para Alinne, seu sucesso é apenas um efeito do trabalho. “Estou perto dos 30 anos e exatamente onde planejei estar na época em que tinha 22 anos”, diz a atriz. Ela comemora ser chamada para projetos que julga especiais. “Lutei muito para chegar  aqui.”

A maturidade também fez Alinne ser econômica ao falar de relacionamento e de planos. “Estou feliz, mas acho que não tem isso de idade para ter filhos, fazer família, sabe? Minha avó ficou grávida aos 42 anos, na década de 20. Então, vamos vivendo (risos)”, diz. E brinca: “Se o mundo for acabar, por exemplo, eu vou querer é pular de paraquedas ou pilotar um aviao”.






 

Tags: , ,

0 Comentários:

 

Mural de Recados

Fan Page no Facebook

Projetos

→ Rock Story (Novela) - No ar
→ 'Os Saltimbancos Trapalhões' (Em Cartaz)
→ 'A Paixão Segundo João' (Cinema)

Tumblr

Instagram Oficial @AlinneMoraes

Copyright © Alinne Moraes Fãs | Designed by Templateism.com