7 de março de 2008

Revista Contigo: Sempre dei o primeiro passo em meus relacionamentos

Share & Comment
Março/2008



Nos últimos dez anos, ela praticamente engatou um romance em outro. Solteira há dois meses, diz que precisa de um tempo sozinha para iniciar um novo romance. 

Todos os dias, quando deixa os estúdios do Projac, após gravar a novela Duas Caras, a atriz Alinne Moraes, 25 anos, prende, com um grampo, a franja espessa. O gesto é a maneira que arrumou para despir-se da personagem, Sílvia, cujo franjão - ao lado dos olhos arregalados - é sua marca registrada. "Trabalho o dia inteiro com ansiedade e nervosismo. Isso me acompanha um pouco até chegar em casa. Por isso, gosto de acender um incenso e, só depois de uma hora, começo a ouvir os recados no telefone, a entrar na minha vida de verdade", explica Alinne. 

Coincidentemente, a atriz tem passado por momentos difíceis desde que Sílvia cruzou seu caminho. Viu seu namoro de quase dois anos com o ator Sérgio Marone, 27, chegar ao fim; a avó Maria (que criou Alinne até os 12 anos) morreu em dezembro, aos 84; e, no mês anterior, ela perdeu o pai, Luís Orlando Moraes, aos 44, de enfisema pulmonar. Há duas semanas, bateu o carro duas vezes no mesmo dia e seus cães tiveram problemas de saúde. "Toy perdeu o olho por causa de um glaucoma e Yuri foi atacado pelo cachorro da vizinha quando saía para tomar banho. Teve a costela quebrada e o pulmão perfurado. São coisas que estão acontecendo a meu redor, trabalho com uma carga muito pesada", acredita. E completa: "Ainda não tive tempo para digerir tudo isso, pelo próprio processo de trabalho. Mas minha mãe (a professora Ana Cecília Dorelli, 44) e eu estamos mais ligadas. Ela tem vindo me visitar mais. É uma fase de amadurecimento interno".

Prioridade é curtir a vida

O peso de Sílvia tem feito Alinne repensar a vida. No fim de janeiro, ela tomou uma decisão difícil. Após quase dois anos de namoro, colocou um ponto final em seu relacionamento com Marone. "Encerrar uma relação significa transição, mudança. Mesmo quando as pessoas andam na mesma direção, não significa que estarão sempre juntas. Um dia você pode acordar e querer levar o próprio caminho. Cada um governa a sua vida", diz ela, para em seguida garantir qu"O que me incomoda é decidirem por mim se estou namorando ou não. O que posso dizer é que estou aproveitando a vida. Quero viver como uma menina da minha idade.
e agora está solteira e não se importa com o fato de Dalton Vigh, 43, ser apontado como seu novo affair.

Vou curtir e sair com os amigos", explica. A mais recente prova disso foi o encontro com o advogado Flávio Sarahyba (veja mais abaixo), durante uma festa. "A relação com meus amigos está mais gostosa, estou me divertindo muito mais. Vejo a vida com outro olhar."

O fato de ter começado a trabalhar como modelo aos 14 anos deu a Alinne, em sua própria avaliação, a vivência a que recorre na hora de enfrentar situações mais difíceis. Aos 15, iniciou o namoro de cinco anos com o modelo e ator Vergniaud Mendes, 31. O romance começou em 1998, quando ela já alternava temporadas em Nova York e Paris. Quando estava no Rio de Janeiro, hospedava-se na casa do namorado. "Não tinha onde ficar na cidade", conta ela, lembrando que dividiu um apartamento com Vergniaud até montar a própria casa. "Não me arrependo de nada do passado. Graças ao que vivenciei nos meus relacionamentos tenho a maturidade de hoje", afirma.

Relações intensas

Em 2002, logo após romper com Vergniaud, iniciou o romance com o ator Cauã Reymond, 27. Foi ela quem tomou a iniciativa de entregar um bilhete com seu telefone para ele, então modelo. Mas só um mês depois Cauã a convidou para jantar. Semanas depois, já moravam juntos. Foram três anos de vida e rotina de casada. "Tenho uma ansiedade natural de uma mulher da minha idade. É isso que considero pular etapas. O único relacionamento que tive mais sério, com quem dividi uma casa e uma vida, foi com Cauã. Mas não me arrependo por ter sido tudo tão rápido", frisa Alinne.

Com Marone o romance demorou para se tornar público. Os dois se conheceram e ficaram amigos nas gravações de Como uma Onda, no fim de 2004, e começaram a namorar em março de 2005. "Sempre fui muito batalhadora, prática. Se me apaixono, não tenho problema de falar com a pessoa. Mas hoje vejo que as coisas têm de acontecer aos poucos, no seu devido lugar", afirma.

E - acredite, se quiser - Alinne garante que ainda não tem sido alvo de investidas masculinas. "Eles têm um pouco de medo de se aproximar. Sempre dei o primeiro passo nos meus relacionamentos. É por isso que escolhi ficar sozinha agora para começar a me entender."

Busca de autoconhecimento

Há quatro meses, ela retomou a terapia. "Conheço minha analista há quatro anos. Decidi voltar quando perdi meu pai e minha avó e também porque já sabia que vinha um trabalho bem pesado pela frente na novela", confessa. "Quando coisas muito fortes acontecem comigo, eu preciso de um isolamento porque sou filha única, tenho de estar sozinha para compreender muitas coisas", explica.

MUITO TRABALHO PELA FRENTE

Hoje ela só pensa em concentrar suas energias no trabalho. Além de sua personagem malvada da TV, Alinne também se prepara para voltar, em julho, com a peça Dhrama, O Incrível Diálogo entre Krishna e Arjuna, com direção de João Falcão, 49. As conseqüências de viver a vilã da trama de Aguinaldo Silva, 63, ela tem sentido nas ruas. "É muito engraçado. Quando estava há cerca de um ano e meio sem fazer novela, ouvia comentários quando saía às ruas. Atualmente, até parece que não sou mais atriz conhecida. As pessoas não conversam mais comigo, não se aproximam no supermercado. Pela primeira vez, estou me sentindo uma anônima. Só algumas senhoras que vêm e dizem que mereço uns tapas", diverte-se.

Ultimamente tem se entregado à rotina das gravações, mas manteve as aulas de balé pela manhã. E gosta de cuidar de seus cães e fazer algumas tarefas caseiras, como ir ao supermercado e ao banco. "Pela primeira vez, estou mais caseira. O que me deixa mais feliz é ver que está tudo organizado e minha mãe está tranqüila."

E um grande amor não faz falta? "Sempre gostei de estar apaixonada, até para poder enxergar a vida com outros olhos. Mas estou num momento em que, para voltar a amar, preciso estar sozinha."

Alinne: Livre, Leve e Solta

Alinne Moraes chegou à festa da promoter Carol Sampaio, na Sky Lounge, no Rio, por volta das 2h de sábado (15). Veio com Lise Grendene, 23, ex-namorada de Cauã Reymond, ex dela. Lá dentro, iniciou uma conversa animada com o advogado Flávio Sarahyba, 26, irmão de Daniella Sarahyba, 23, com direito a beijos na boca. Às 5h, os dois deixaram o local, cada um em seu carro. "Para onde vamos?", perguntou o rapaz, cabeça para fora da janela. Alinne pediu que a seguisse. Foram direto para a casa dela, de onde sairiam só no dia seguinte, ao meio-dia.

Fotos: Ricardo Penna






Tags: , , , , ,

0 Comentários:

 

Mural de Recados

Fan Page no Facebook

Projetos

→ Rock Story (Novela) - No ar
→ 'Os Saltimbancos Trapalhões' (Em Cartaz)
→ 'A Paixão Segundo João' (Cinema)

Tumblr

Instagram Oficial @AlinneMoraes

Copyright © Alinne Moraes Fãs | Designed by Templateism.com